Futebol Saudade

Desde que, há mais de 100 anos, se fez o primeiro campeonato de futebol em Portugal, que a "passerelle", que é a vida desportiva, viu desfilar milhares de clubes.
Uns ainda hoje existem, pujantes e vigorosos até, outros, embora perdendo protagonismo, ainda resistem, mas muitos ficaram pelo caminho.
Passaram ao futsal, deixaram o desporto, ou fecharam mesmo as portas. É dos que partiram (e não só), que aqui vamos tentar deixar a memória.




domingo, 1 de março de 2015

Safol Olhanense


Grupo Desportivo da Safol Olhanense 

é dele que vamos falar



Olhão é um daqueles sítios de Portugal, com história peculiar.
Começou por ser chão dos pescadores de Faro, que ali acharam sítio para as suas pescarias.
Mas aqueles que ali se instalaram definitivamente, nunca tiveram vida fácil. Desde logo porque os de faro não lhes davam alforria, e nem uma simples casa autorizavam que se construísse. Se de alvenaria, já se vê.
Por isso que tal facto tenha servido para criar um sítio de gente livre e igualitária.
Foi neste caldo que a terra foi crescendo, e tratando das suas pescas, onde as conservas tiveram lugar de relevo. Foram mais de oitenta as fábricas que existiram ao longo dos anos, dando origem por sua vez a outras associadas aos óleos e farinhas, com o peixe por mote.

Cresceu Olhão, e com esse crescimento também as suas gentes se multiplicaram.
A natureza de povo foi a semente também para o futebol, que por aqui foi diverso e popular.
Entre os muitos clubes que se criaram, está o extinto Safol, clube com origem numa fábrica de farinhas, e cuja designação tem por base o nome da dita: Sociedade Algarvia de Farinhas e Óleos Limitada.

Hoje fica apenas a saudade e a memória deste popular clube, cujo campo ficava junto da fábrica, no popular bairro de 16 de Junho, hoje uma pretensiosa urbanização.




















um pouco de erudição na história de Olhão

memórias vivas - I

memórias vivas - II