Futebol Saudade

Desde que, há mais de 100 anos, se fez o primeiro campeonato de futebol em Portugal, que a "passerelle", que é a vida desportiva, viu desfilar milhares de clubes.
Uns ainda hoje existem, pujantes e vigorosos até, outros, embora perdendo protagonismo, ainda resistem. Mas muitos ficaram pelo caminho.
Passaram ao futsal, deixaram o desporto, ou fecharam mesmo as portas. É dos que partiram (e não só), que aqui vamos tentar deixar a memória.




terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Futebol na Idanha





Idanha-a-Nova não se entusiasmou pelo futebol, que só nos anos 50 veria a luz do dia por estas bandas.

O associativismo contudo, cedo se manifestou, ao criar-se o Clube União Idanhense em 1917, e que era um centro de convívio, votado à instrução e recreio, como então era norma e uso.

Contudo o futebol, aquele que se joga a sério, teve o seu palco específico, criado por gente simples mas entusiasta, nos longínquos anos de 1954.
Nascia a Associação Desportiva Idanhense. Não vingaria por muito tempo esta vontade de jogar o futebol, pois foram 5 penosas épocas que assistiram à presença da Associação.
Mas estava dado o pontapé de saída, e a Câmara ajudou construindo o campo municipal, que ainda hoje existe, agora muito melhorado.
Então, a falta de luz foi um grande óbice ao treinamento da equipa, e que trouxe tão maus resultados.

Entretanto, a libertação das peias que sufocavam a existência das colectividades, que o 25 de Abril proporcionou, trouxe novamente o entusiasmo pelo futebol.
É a primitiva associação de Idanha, o Clube União, quem acolhe os entusiastas do futebol. E por mais de 30 anos o jogou, chegando mesmo a patamares nacionais. Contudo agora, faz 10 anos que os não vemos.


Mas não terá sido pacífica a vida da secção no seio do clube, já que 3 anos após o ressurgimento do futebol federado, logo a primitiva colectividade dedicada ao futebol, também volta a jogá-lo. Mas desta vez foram só 4 os anos que o jogou, e novamente com maus resultados. Acabava o futebol e o clube.