Futebol Saudade

Desde que, há mais de 100 anos, se fez o primeiro campeonato de futebol em Portugal, que a "passerelle", que é a vida desportiva, viu desfilar milhares de clubes.
Uns ainda hoje existem, pujantes e vigorosos até, outros, embora perdendo protagonismo, ainda resistem. Mas muitos ficaram pelo caminho.
Passaram ao futsal, deixaram o desporto, ou fecharam mesmo as portas. É dos que partiram (e não só), que aqui vamos tentar deixar a memória.




quarta-feira, 21 de maio de 2008

Postal de Braga

O início do futebol em Braga

Em 1916 havia em Braga quatro clubes e um grupo.
É assim que um jornal aparecido nesse ano, em Braga, faz a introdução de uma notícia sobre o desporto na cidade. O jornal chamava-se Norte Desportivo, e teve vida efémera. Viveu de Janeiro a Julho.

Os clubes que o jornal referia eram:

- Grupo Desportivo da Juventude Católica, na Praça do Município 20
- Futebol Clube de Braga, na rua da Misericórdia, 24
- Sport Lisboa e Braga, na rua de S. Vicente, 138
- Minho Sport Clube, na rua de S. João, 10ª

O grupo era o dos escuteiros, alojado no colégio dos Órfãos.

Campos de jogo

Como em todo o lado, o grande entrave ao futebol é o recinto de jogo. Clubes modestos, adeptos pobres, e uns especuladores na perspectiva de ganhar uns cobres com o aluguer especulativo dos terrenos, usualmente de cultivo. Por isso que se recorresse aos logradouros públicos. Normalmente os recintos de feira. Em Braga é diferente. Utiliza-se o espaço frente ao quartel de Infantaria 8, mas um abaixo-assinado à Câmara levou esta a proibir o jogo ali (1914).
Então os jogadores foram para a cerca do Colégio do Espírito Santo, mas também aqui as “boas consciências” se movimentaram, e voltou a ser proibido jogar-se futebol neste local. Resolvem então os clubes unir-se e alugar um sítio. Surge assim o campo das Golladas. Mas a falta de qualidade do terreno, os custos, levam os clubes a pedirem à Câmara um campo de jogos, e sugerem os terrenos da Mitra, na Quinta da Ponte. Surgirá assim o campo da Ponte. O resto já nós sabemos…

Associação de Futebol

A crescente popularidade deste desporto, um pouco por todo o lado, também induz na cidade o aparecimento de diversos clubes e muitos jogos. Amigáveis. Sem competição. Isso leva os clubes a clamarem pela necessidade de criação duma associação que organize campeonatos. Surge, então, em 1922, a AF de Braga, que organiza o futebol. Preside à direcção Manuel Vilan Pereira.

Em 7 de Setembro de 1924, inicia-se a época com o Torneio início. Jogam o Sporting Clube de Braga com o Estrela Sport Clube. Vence o Sporting (o Braga era o Braga Sport Clube) por 6-1.
Depois iniciam-se as competições regulares, com a organização dos campeonatos de 1ªs, 2ªs e Infantis. Os participantes:

1ª Categoria
Braga Sport Clube
Grupo Desportivo Famalicense
Sporting Clube de Braga
União Foot Ball Clube Barcelense

2ª Categoria
Grupo Desportivo Militar
Esposende Sport Clube
Estrela Sport Clube

Infantis
Bairrista Sport Clube (Famalicão)

(Dos jornais da época)

2 comentários:

Anónimo disse...

Caro,

Considero excelente o seu trabalho e muito importante para o re-avivar de memórias que tempo foi apagando. Gostava de saber se o Sr. tem em sua posse os jornais que lhe permitiram fazer esta cronica ou se foi consultando pelas hemerotecas do pais. Pergunto isto pois encontro-me a desenvolver um projecto de reconstituição dos primeiros anos da Historia do SCBraga.
Cumpts,Sérgio Gonçalves

victor sousa disse...

Sempre, ou quase, tem sido o acervo da Biblioteca Pública do Porto, a minha fonte de notícias. São centenas de títulos disponíveis, com Braga a dispor de 2 jornais de referência (Correio do Minho e Diário do Minho), para além de alguns Relatórios e Contas, que sempre são fonte de esclarecimento.
Complementarmente, fica a nota de que o SC de Braga editou a Semana desportiva entre 1919 e 1935.