Futebol Saudade

Desde que, há mais de 100 anos, se fez o primeiro campeonato de futebol em Portugal, que a "passerelle", que é a vida desportiva, viu desfilar milhares de clubes.
Uns ainda hoje existem, pujantes e vigorosos até, outros, embora perdendo protagonismo, ainda resistem. Mas muitos ficaram pelo caminho.
Passaram ao futsal, deixaram o desporto, ou fecharam mesmo as portas. É dos que partiram (e não só), que aqui vamos tentar deixar a memória.




terça-feira, 17 de novembro de 2009

futebol em Reguengos

Como em muitos outros lados, também aqui o futebol se instalou cedo. Corria o ano de 1918, e surgia na vila o Lusitânia Sporting Clube.
Mas todo o entusiasmo esbarrou com a falta de recinto de jogo, que só 20 anos depois seria uma realidade. Por isso que o clube tenha entrado em letargia. Mas em 1929 surgia na vila um novo clube. Atlético Sport Clube, de seu nome. Dedicado também ao desporto, fez-se eclético, mas selectivo. Os seus estatutos, que se oficializariam em 1936, erradicavam o futebol, a que juntaram também o boxe!
Por isso que alguns entusiastas do futebol, se tenham proposto fazer ressurgir o Lusitânia, o que sucede em 1932, com sede no 26 da rua do Castelo. Estavam criados os alicerces do clube que levaria longe o nome de Reguengos. Campo é que não havia. Jogava-se de improviso, num terreno junto à Praça de Touros. Mas o entusiasmo era grande, e o clube filia-se na AF Évora, disputando o campeonato de 1933 até 1938. Ganhou-o por duas vezes, o que o fez chegar aos nacionais em 1936. Mas da segunda vez, desanimado com os resultados, e condicionado pelas despesas, desiste. A FPF não lhe perdoa, e multa-o. Mas o clube não paga, e é suspenso de toda a actividade. Não voltaria ao futebol. Pelo menos com esse nome.
Mas o “bichinho” estava lá, e em 1945 faz-se uma tentativa de ressurgimento do futebol em Reguengos. Os do Lusitânia propõe uma fusão com o Atlético, e até nome já existe: União Desportiva de Reguengos. Mas o projecto falha, e cada um segue o seu caminho.
É então aqui que o Atlético cede aos apelos dos apaniguados do futebol, e inscreve-se no campeonato. Recupera até o campo de jogos da Cartuxa, o que lhe vale um louvor da Associação de Futebol Distrital. Mas o projecto só duraria uma época.
Contudo os entusiastas do futebol não desistem, e criam um novo clube. Ateneu Desportivo de Reguengos, com estatutos aprovados e publicados no jornal oficial, em Agosto de 1946. Concorre ao campeonato de Évora, ganhando-o logo.
Por 4 vezes conseguiu atingir os nacionais, que deixará de vez em 1950/51. Também os distritais o deixaram de ver. Assim se extinguia o futebol em Reguengos. Voltaria em 1966, quando o Atlético revoga os seus estatutos, e participa pela primeira vez no futebol distrital em 1972. Daí até hoje, o futebol instalou-se definitivamente em Reguengos de Monsaraz.

fontes:
Eco de Reguengos
O Setubalense
Notícias de Évora

1 comentário:

zenabola disse...

Parabéns, excelente pesquisa, a História como substância da Estatística.