Futebol Saudade

Desde que, há mais de 100 anos, se fez o primeiro campeonato de futebol em Portugal, que a "passerelle", que é a vida desportiva, viu desfilar milhares de clubes.
Uns ainda hoje existem, pujantes e vigorosos até, outros, embora perdendo protagonismo, ainda resistem. Mas muitos ficaram pelo caminho.
Passaram ao futsal, deixaram o desporto, ou fecharam mesmo as portas. É dos que partiram (e não só), que aqui vamos tentar deixar a memória.




quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Alter do Chão e o futebol.

Portalegre, cidade do Alto Alentejo…

Foi assim que se lhe referiu José Régio, cantando as suas belezas.
Mas muitas outras ali se encontram, como esta de Alter do Chão, onde eu fui para procurar conhecer coisas mais pueris, mas não menos importantes.
Não me refiro aos cavalos, que levam a designação de lusitanos e espalham o seu garbo pelo mundo, reflexo de um saber que, esse sim, merece todo o nosso orgulho.

Mas as razões que aqui me trouxeram foram outras. No futebol de Portalegre, um dos mais antigos no país, muitas das suas equipas deixaram estes palcos, o que torna difícil saber deles hoje.

No levantamento de anos que venho fazendo na busca dos clubes portugueses, os deste concelho eram-me totalmente desconhecidos. A dificultar as coisas, o facto de todos eles terem deixado todas as actividades. Mas com perduram na memória das pessoas dali, foi possível saber o essencial deles. É disso que aqui se dá conta.


Nestes mais de 100 anos que se joga futebol em Portalegre, o concelho de Alter teve 3 participantes (futebol de 11/seniores).
Foram eles:

- Associação Desportiva de Alter, que só mantém futebol nas camadas de Formação.

- Grupo Recreativo Olímpico de Cunheira
- Grupo Desportivo Recreativo Chancense
- Grupo Desportivo de Seda








5 comentários:

Marcos Abilio disse...

Olá. Parabéns pela obra de resgate do futebol português.
Estas quatro fichas aqui reproduzidas dos clubes do concelho de Alter pertencem a alguma publicação chamada "Clubes de Portugal" ou similar ? Se assim for, seria possível escaneá-la integralmente para o blog ? Seria de grande valia e interesse para pessoas que dispõem de pouca informação a respeito das colectividades futebolísticas lusas por já não viverem em Portugal, próximo às fontes. Saudações

victor sousa disse...

Não. Essa publicação que refere, e onde provavelmente procurou pelo aqui publicado, serviu de inspiração à execução destas fichas, que tem o resultado das minhas pesquisas sobre as colectividades do concelho em causa, e onde parece que até existe total desconhecimento do percurso e história delas, a avaliar pela postura dos serviços autárquicos, que olimpicamente, e pouco educadamente até, nunca responderam aos meus pedidos de informação. Assim, o que aqui consta, resulta tão só das minhas pesquisas, e portanto condicionadas pelas minhas limitações.

Marcos Abilio disse...

Infelizmente a má vontade e a má educação são realidades comuns a qualquer pesquisador, de qualquer área a que pertença o seu estudo. Disposição para contribuir parece ser artigo de luxo, coisa para poucas almas generosas.

Mas os números sob fundo laranja no alto à direita de cada uma das fichas aqui dispostas faz-me supor que tens um cadastro de cerca de 2700 clubes no total. Ou estes dígitos nada tem a ver com isso e estou em equivoco ?

Porque também de há muito pesquiso os pequenos clubes de Portugal que alguma vez já praticaram o futebol federado, e o meu cadastro de cores e equipamentos regista 1355 colectividades somente.

Gostava muito de trocar informações contigo.
Abraço

victor sousa disse...

ora vamos lá a ver se me explico melhor. Eu fiz um trabalho de recolha de todos (espero) os clubes portugueses que estiveram no futebol oficial, disputando provas seniores e de 11. Cadastrei 2918.
Utilizei uma base de dados em Acess, e os registos são automaticos no ID, razão dos números que cita.
A apresentação que aqui consta, foi sugerida por uma publicação do extinto jornal O Comércio do Porto, que no início dos anos 2 mil fez uma edição de fichas de 200 colectividades, de várias modalidades, e a que deu o nome de "Clubes de Portugal". Servi-me da sugestiva apresentação gráfica, para editar estes, e só estes clubes, que constam da minha base. Está claro?

victor sousa disse...

Já agora, e concluindo, as suas "reflexões" são de muito mau gosto, e indiciam alguma birra quando é contrariado. Tenho facultado a minha base a muita gente. Até aquela que não lhe dá serventia. Mas consigo esqueça qualquer partilha.
Vá chamar malcriado ao seu terapeuta